• eliannigaio

Os Goitrogens Encontrados nos Carboidratos Saudáveis Podem Afetar a Função da Glândula Tireoide



Carboidratos - Parte 7


Nesta serie de artigos, (Parte 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7), falei sobre como restrição calórica pode comprometer a saude, como contamos nossas calorias e muitos detalhes sobre macronutrientes. Neste artigo e no proximo, Parte 9, vou explicar como muitos dos carboidratos saudáveis de nossa dieta podem afetar o funcionamento da glândula tiroide, o que fazer para protegê-la e muito mais. (1, 2)


Alimentos goitrogenicos que podem afetar a função da tireoide


Você está com problemas de tireoide? Se a resposta for sim, você não está sozinho. Distúrbios da tireoide, incluindo hipotireoidismo, hipertireoidismo, bócio e outros distúrbios de deficiência de iodo, tireoidite de Hashimoto e câncer de tireoide estão entre os distúrbios endócrinos mais comuns em todo o mundo.


Continue lendo este artigo e você descobrirá como ajudar na saúde da glândula tireoide por meio de mudanças simples em tua dieta.


O que é a glândula tireoide?


A tireoide é uma glândula vital encontrada na parte frontal do pescoço, sob a laringe, em forma de borboleta. Responsável pela produção e secreção dos hormônios da tireoide, bem como pela homeostase ou equilíbrio dos níveis de iodo no corpo. E os hormônios tireoidianos são necessários em praticamente todas as células do corpo humano, atuando como mensageiros nas funções metabólicas.


Não apenas a glândula tireoide desempenha um papel importante no metabolismo, crescimento e desenvolvimento neuronal, mas também ajuda a muitas funções regulares do corpo, pois constantemente libera uma quantidade de hormônios da tireoide na corrente sanguínea. E toda vez que o corpo precisa de mais energia, por exemplo se está muito frio, ou mesmo durante a gravidez - a glândula tireoide produz mais hormônios. (3, 4)


Algumas doenças, sinais e sintomas mais comuns da glândula tireoide


Bócio


O bócio significa o aumento da glândula tireoide e é uma condição onde a cauda mais comum esta associada a falta de iodo na dieta.


Nem todos os casos de bócio causam sinais ou sintomas, mas nos casos que ocorrem sinais e sintomas, podem incluir inchaços na base do pescoço, sensação de aperto na garganta, rouquidão, dificuldade de engolir e ate mesmo de respirar, etc. (5, 6)


Hipotireoidismo


O hipotireoidismo ou tiroide hipoativa e uma condição na qual a glândula tireoide não produz a quantidade suficiente de certos hormônios essenciais e é um dos distúrbios de tireoide mais comuns.


Mundo afora a causa mais comum de distúrbios da tireoide, incluindo hipotireoidismo, é a deficiência de iodo. E esta condição pode não causar sintomas perceptíveis logo no início. Assim, se não for tratada, tem o potencial de causar vários problemas de saúde.


Os sinais ou sintomas mais comuns do hipotireoidismo incluem intolerância ao frio, ganho de peso devido a diminuição da taxa metabólica basal e termogênese, rosto inchado, cabelo ralo e caindo, frequência cardíaca diminuída, desaceleração mental, depressão, demência, fatiga, pele ressecada, diminuição dos reflexos periféricos, constipação, menstruarão irregular, infertilidade, dores, sensibilidade e rigidez muscular, rigidez e inchaço nas articulações, níveis elevados de colesterol no sangue, bócio aumentado, etc. (7, 8)


Tireoidites de Hashimoto


A tireoidite de Hashimoto é uma condição na qual o sistema imunológico ataca o próprio corpo, produzindo anticorpos que destroem as células da glândula tireoide, causando com o tempo declínio nos níveis de hormônios da tiroide. Esta doença também e conhecida como tireoidite autoimune crônica e tireoidite linfo-citica crônica.


A tireoidites de Hashimoto é a causa mais comum de hipotireoidismo em países desenvolvidos e afeta principalmente mulheres de meia-idade. Agora, também pode ocorrer em homens e mulheres de qualquer idade e ate mesmo em crianças.


Os primeiros sinais e sintomas incluem: constipação, cansaço sem motivo aparente, pele ressecada, rosto pálido e inchado. E os sintomas mais avançados incluem: intolerância ao frio, diminuição da sudorese, fadiga e lentidão, perda de cabelo, unhas quebradiças, ganho de peso inexplicável, fraqueza muscular, aumento da língua, dores e rigidez nas articulações, sangramento menstrual excessivo e prolongado, depressão, demência, perda de memória, cãibras musculares, etc.


Importante: O que precisa ser melhor compreendido por médicos e pacientes é que a grande maioria dos casos de hipotireoidismo, incluindo Hashimoto, não é um problema direto da glândula tireoide per se, mas sim do sistema imunológico num todo que está descontrolado e atacando a glândula tireoide.


E compreender este ponto é fundamental, pois ajudara a mudar a forma de como esta condição vem sendo tratada. (9, 10)


Hipertireoidismo


O hipertireoidismo ou tireoide hiperativa também é uma condição endócrina que ocorre quando nossa glândula tireoide produz excesso do hormônio tireoidiano, tiroxina.


Em contraste com o hipotireoidismo, o hipertireoidismo frequentemente acelera o metabolismo do nosso corpo e pode causar perda de peso não intencional e batimento cardíaco rápido ou irregular. Além disso, frequentemente causa intolerância ao calor, ansiedade, diarreia, entre vários outros sintomas como cabelos quebradiços, pele ressecada, etc. (11, 12)


Doença de Graves


A doença de Graves também é um distúrbio do sistema imunológico onde a tireoide está super-estimulada, causando superprodução de hormônios da tireoide ou hipertireoidismo e é uma das causas mais comuns de hipertireoidismo.

Os sinais e sintomas mais comuns da doença de Graves incluem: ansiedade, irritabilidade, sensibilidade ao calor e aumento da transpiração, perda de peso apesar de manter os hábitos alimentares normais, evacuações frequentes, tremores e fraqueza muscular, alteração do ciclo menstrual, olhos “esbugalhados”, fadiga, distúrbios do sono, redução da libido, palpitações cardíacas, etc. (13, 14)


Deficiência de iodo e funcionamento da glândula tireoide

O iodo é um mineral encontrado em alguns alimentos e tem importância crucial para a saúde e o bem-estar físico. Mineral extremamente necessário para a produção de hormônio tireoidiano. Porem, globalmente, estima-se que 2 bilhões de indivíduos têm uma ingestão insuficiente de iodo em suas dietas”.


A relação entre a deficiência de iodo e as doenças da tireoide é conhecida desde o início do século XX e tem uma infinidade de efeitos adversos devido à produção inadequada do hormônio tireoidiano. E a deficiência de iodo é a causa mais comum de hipotireoidismo em todo o mundo.


No entanto, existem outros fatores que podem contribuir para disfunções da tireoide, como o estresse crônico, o envelhecimento, o tabagismo, suscetibilidade genética, desequilíbrios ou embalances de nutrientes, etnia, desregulação endócrino, exposição a toxinas, problemas intestinais, etc. (15, 16)



Você está consumindo alimentos ricos em iodo em tua dieta?


Como o iodo é fundamental para saúde e bem-estar de nosso corpo, sem dúvida, é extremamente importante otimizarmos a ingestão de alimentos ricos em iodo em nossa dieta diária. Em geral, a maior parte do nosso iodo é obtido através de nossos alimentos. Portanto, a melhor forma de garantir níveis adequados deste mineral é seguindo uma dieta rica em nutrientes. (17)


Uma dieta rica em nutrientes, como a dieta Paleo, inclui diariamente em nossos pratos alimentos ricos em iodo. Precisamos na verdade de uma dieta que seja equilibrada em macronutrientes e densa em micronutrientes. Ou seja, uma alimentação que inclua uma grande diversidade nos macronutrientes, pois assim fornecemos ao nosso corpo uma variedade de minerais, vitaminas, ácidos graxos, enzimas, ácidos graxos, etc.


Basicamente os micronutrientes de nossa dieta são informações que nosso corpo recebe através de nossos alimentos (macronutrientes), necessárias para que possamos prosperar e nos manter saudáveis. Por esse motivo, sou uma defensora da Dieta Paleo.


Por outro lado, mesmo quando estamos seguindo uma dieta rica em nutrientes como a Paleo ou qualquer outra dieta considerada saudável, devemos entender que existem algumas substâncias em certos alimentos que consumimos que impedem ou restringem a absorção normal de iodo em nosso corpo. Estes alimentos são chamados de goitrogenicos. (18, 19)


Estes alimentos goitrogenicos possuem goitrogens, ou seja, compostos ou substâncias naturais ou sintéticas, que prejudicam o processo normal do corpo em absorver o iodo disponível em nossa dieta. E alguns vegetais super-saudáveis e extremamente consumidos pela “comunidade saudável”, possuem goitrogens.


Portanto, mesmo quando estamos seguindo uma dieta rica em nutrientes como a Paleo, devemos estar atentos a estes alimentos goitrogenicos (veja a lista abaixo), pois eles podem afetar a glândula tireoide, causando inchaço. E se continuamos habitualmente comendo estes alimentos crus, podemos totalmente comprometer a saúde de nossa glândula tireoide. Ou seja, os alimentos goitrogenicos devem ser limitados na forma crua. (ver detalhes abaixo).


Além de encontrarmos estes compostos goitrogênicos em muitos de nossos vegetais mais comumente consumidos, muitos produtos químicos em nosso meio-ambiente e também alguns medicamentos são reconhecidos por terem efeito goitrogênicos. Produtos como antibióticos, anti-inflamatórios vendidos sem prescrição médica como tylenol, aleve, etc., alguns medicamentos para o coração, pesticidas e materiais de limpeza repletos de metais pesados etc. E todos interferem com a função da glândula tireoide. (20, 21, 22, 23, 24)


No próximo artigo vou falar em detalhes sobre os alimentos goitrogenicos, quem necessita evitar estes alimentos, como minimizar o efeito destes alimentos goitrogenicos na dieta e mais.


Espero que estas informações sejam úteis para você.


Por favor, deixe teu comentário ou pergunta no link abaixo.


Ate breve.

49 views0 comments