• Elianni Gaio

Vitamina D - Parte 3 Finalmente Confirmado que a Vitamina D Quase Elimina

Nos dois primeiros artigos desta série (aqui, aqui), descrevi a vitamina D do conceito, a deficiência, a toxicidade, até quais são os níveis de vitamina D recomendados durante a pandemia.

Neste terceiro artigo, vou falar sobre os resultados do primeiro ensaio clínico randomizado com vitamina D após a pandemia, os pontos importantes a serem lembrados sobre a vitamina D e como sabemos qual a dose adequada de vitamina D que necessitamos.

O que diz o primeiro estudo clínico randomizado com vitamina D?

Felizmente, tivemos dia 29 de agosto de 2020, o primeiro estudo clínico randomizado com vitamina D. O estudo foi conduzido em Córdoba, Espanha, no Hospital Universitário Reina Sofia, e incluiu 76 pacientes hospitalizados com COVID-19, com infecção respiratória aguda e os resultados foram notáveis, como você poderá ver abaixo: (1)

Todos os 76 pacientes COVID-19 receberam o mesmo protocolo de tratamento hospitalar ou uma combinação de:

. Hidroxicloroquina (400 mg a cada 12 horas no primeiro dia e 200 mg a cada 12 horas nos 5 dias seguintes)

. Azitromicina (500 mg por via oral por 5 dias)

E para pacientes com pneumonia foi adicionado aos medicamentos acima um "antibiótico de amplo espectro: ceftriaxona 2 g por via intravenosa a cada 24 horas por 5 dias”

Neste estudo, estes 76 pacientes foram divididos em 2 grupos:

. 50 pacientes receberam como tratamento o protocolo hospitalar acima, adicionado de suplementos de vitamina D.

As doses de 25(OH)D utilizadas neste estudo foram descritas em mcg (micrograma) e o equivalente em UI (unidade internacional) é 106.400 UI no primeiro dia, 53.200 UI nos dias 3 e 7 e 53.200 UI na semana subsequentemente. E se estas doses fossem convertidas em doses diárias, seriam em torno de 30.400 UI por dia na primeira semana, seguida de uma dose de manutenção de 7.600 UI por dia até a alta, admissão na UTI ou óbito.

. 26 pacientes receberam como tratamento o protocolo hospitalar acima e nenhuma suplementação de vitamina D

Os resultados deste estudo:

. No grupo controlado, que não estava tomando 25(OH)D, 50 por cento dos pacientes necessitaram de internação na UTI e houve duas mortes.

. E no grupo que tomou vitamina D, apenas 2 por cento dos pacientes foram admitidos na UTI e todos os pacientes receberam alta, sem nenhum óbito.

O que significa o resultado deste estudo (RCT)?

As descobertas neste estudo são muito significativas, e Chris Kresser em seu e-mail sobre este tópico comentou, “tomar vitamina D praticamente eliminou o risco de admissão na UTI - e pode eliminar completamente o risco de morte - do COVID-19”.

Chris também disse que “este resultado precisa ser replicado em outros estudos para que possamos ficar muito animados. Mas se isto acontecer, este sera um fator que mudara o jogo. De qualquer forma, este estudo sugere que a manutenção de níveis adequados de vitamina D é uma parte importante das mensagens de saúde pública em torno da proteção contra COVID-19 e, que doses terapêuticas de vitamina D devem ser usadas no tratamento”.

E para obter mais detalhes sobre a relação entre vitamina D e COVID-19 e instruções sobre a suplementação, ele recomenda visitar www.StopCOVIDCold.com.

Da mesma forma, o Dr. Masterjohn disse que os resultados deste primeiro ensaio clínico randomizado da vitamina D no COVID-19 “são surpreendentes porque a vitamina D aboliu a necessidade de requerer tratamento na UTI. Embora o número de mortes (neste estudo) tenha sido muito pequeno para dizer com certeza, a vitamina D pode realmente abolir o risco de morte por COVID-19”.

Incrível, não é mesmo?

Como posso saber a exata dose de vitamina D que preciso?

Na verdade, não existe uma diretriz padrão de uma dose que atenda a todos. E a dose necessária a cada um, varia de pessoa para pessoa e, depende de muitos fatores: (2)

. Teu nível de 25(OH)D ou seja, quanto de vitamina D você tem mobilizada no corpo

. Quão abaixo de 30 ng/mL estão teus níveis de 25(OH)D

. Teu peso corporal

. Teu estado de saúde, se você está acima do peso ou se tem qualquer problema crônico de saúde

. Tua cultura e cor da pele

. Tua saúde intestinal e como você está absorvendo teus nutrientes

. Teu estado nutricional

Assim, Chris Kresser diz que “uma vez que muitos destes fatores não são facilmente sabidos, a maioria das pessoas pode abordar por uma dose entre 4.000 a 8.000 UI/dia. Agora, se teus níveis de 25(OH)D estão bem abaixo de 30 ng mL e/ou você está acima do peso ou tem outras condições de saúde, tente o limite superior. Se teus níveis estão próximos a 30 ng/mL e/ou você é magro e saudável, tente o limite inferior. A grande maioria dos estudos mostrou que não há risco de tomar até 8.000 UI de vitamina D por dia".

O Dr. Chris Masterjohn diz que “manter os níveis de 25(OH)D entre 30-40 ng/mL é provavelmente uma forte proteção contra um caso de COVID-19 grave ou fatal. Assim, ele recomenda que se alguém contrair COVID-19 com níveis de 25(OH)D muito abaixo destes níveis, poderá rapidamente elevar os níveis de vitamina D usando a mesma abordagem e dosagem usada neste estudo (RCT) acima. Usando doses de 100.000 IU no primeiro dia, 50.000 IU no terceiro dia, 50.000 UI no sétimo dia e, em seguida, mudar para a dose de manutenção de vitamina D, tomando 7.600 UI por dia até a recuperação total dos sintomas”.

Nos demais casos, o Dr. Masterjohn diz que “a suplementação com uma dose de manutenção de 7-8.000 UI por dia, provavelmente faça uma forte proteção contra casos graves e fatais”.

E isto nos da esperança...

Dicas importantes sobre a vitamina D para se ter em mente

Com base nas informações acima, estão listados abaixo os fatos mais importantes sobre a vitamina D:

. A maneira mais segura antes de começar a tomar um suplemento de vitamina D é pedir a teu médico para testar teus níveis sanguíneos de 25(OH)D no sangue. Assim você terá certeza se deve suplementar (ou não)

. Se teus níveis de 25(OH)D estiverem entre 30 e 60 ng/mL, você não precisa de suplementos

. Se o teu nível de 25(OH)D for 20 ou menos, você deve considerar tomar um suplemento de vitamina D. Além disto, você deve fazer mudanças em tua dieta e estilo de vida para que possa assim aumentar mais rapidamente teus níveis de vitamina D

. Se teus níveis de 25(OH)D estiverem ligeiramente abaixo de 30 ng / mL, você precisa de suplementos, monitorando cuidadosamente com um profissional de saúde

. Se o teu nível de 25(OH)D estiver entre 30-40 (nível ideal), você deve evitar tomar suplementos de vitamina D. Também, precisa manter o que estava fazendo ate este momento para manter teus níveis de vitamina D nestes números

. Re-teste os níveis de 25(OH)D após suplementar por 2-3 meses. Esta é a maneira mais segura de saber se você deve continuar suplementando ou não. E de não permitir que teus níveis de vitamina D no sangue aumentem para um nível tóxico.

. Quando os níveis de 25(OH)D voltarem a um nível normal/saudável, você deve reduzir a dose ou interromper o uso de suplementos

Além disso, é importante ter em mente que os nutrientes geralmente não fazem seus trabalhos isolados e dependem uns dos outros para manter o equilíbrio. Eles trabalham em perfeita sinergia. Desta maneira, devemos manter o monitoramento dos níveis de 25(OH)D durante a suplementação, a fim de evitar desequilíbrios nas outras vitaminas lipossolúveis em nosso corpo (e vou falar sobre esse assunto no próximo artigo). (3, 4, 5, 6)

No próximo artigo, vou falar sobre as fontes de vitamina D e mais.

Espero que estas informações sejam uteis para você.

Por favor, deixe teu comentário ou pergunta no link abaixo.

Ate breve

Tel : +1 (786) 797-0809

© 2016 Elianni Gaio