Mel Puro - Um Produto Natural, Seguro e de Baixo Custo Usado no Tratamento e Cura de Feridas Diabéticas

January 11, 2019

 

 

 

* Essas fotos foram tiradas por um cliente diabético que tentou tratar sua ferida com drogas convencionais e antibióticos por alguns meses, sem nenhum resultado positivo. Então, ele parou este tratamento e aplicou topicamente o mel cru, três vezes ao dia, curando sua ferida em menos de dois meses.

 

 

Mel Cru e Sua Capacidade Curativa - Parte 1

 

O Mel na Prevenção e Tratamento de Doenças 

 

O mel cru é um alimento com grande valor nutricional e imensos benefícios para a saúde e que tem sido usado por muitos séculos tanto como alimento, como na medicina popular, por causa de seus efeitos terapêuticos.

 

O mel tem uma composição química admiravelmente complexa, que depende das flores, do clima da região e das espécies de abelhas envolvidas em sua produção.

 

E contém antioxidantes naturais como vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos orgânicos, carotenoides, enzimass e substâncias aromáticas.

 

Por isso, o mel é considerado mais do que um simples adoçante natural pois é composto de substâncias com grande capacidade medicinal para prevenção e tratamento de muitas doenças.

 

De fato, o mel possui poder antioxidante, antimicrobiano, anti-inflamatório, anticâncer, anti-metastático e profilático.

 

Assim, durante milênios ao longo da história, o mel tem sido usado com excelentes resultados no tratamento de doenças oculares, asma brônquica, infecções de garganta, tuberculose, sede, soluços, fadiga, tontura, hepatite, constipação, vermes, hemorroidas, eczema, cicatrização de úlceras e feridas, etc.

 

Mas o que os cientistas falam sobre o mel no uso terapêutico?

 

Segundo a literatura científica, o mel pode ser benéfico na prevenção e no tratamento de diversas doenças, como diabetes mellitus, doenças do aparelho respiratório, doenças gastrointestinais, cardiovasculares e do sistema nervoso, e até favoráveis ​​no tratamento do câncer devido à sua alta capacidade antioxidante.

 

Neste artigo, vou focar especificamente no uso do mel em tratamento de ulcerações em diabéticos.

 

A diabetes é um distúrbio endócrino progressivo que resulta principalmente do excesso de glicose no sangue (que pode ser revertido com mudanças na dieta e estilo de vida).

 

O que acontece é que aproximadamente "25% das pessoas com diabetes, tendem durante a vida a sofrerem risco de complicações nas extremidades inferiores, incluindo neuropatia periférica, doença arterial, problemas vasculares e ulcerações".

 

E “a ulceração do pé é uma das mais comuns entre elas, o que contribui para a ocorrência das chamadas infecções do pé dos diabéticos”.

 

Dessa forma, “essas ulcerações, mesmo as mais comuns, se não tratadas, podem levar a sérias complicações, resultando em gangrena diabética. E, este fato por si só contribui com aproximadamente 80% de amputações de membros inferiores em diabéticos.”

 

E “50% das feridas diabéticas podem aumentar exponencialmente o risco de amputação do osso afetado, o que aumenta significativamente a mortalidade e contribui para a má qualidade de vida com enormes consequências sociais, psicológicas e econômicas”.

 

Apesar dos avanços da medicina moderna, as feridas do pé diabético continuam sendo um problema sério. Além disso, os tratamentos destas ulcerações nos pés são demorados, dolorosos, intensivos e associados a altos custos.

 

Consequentemente, “a cura dessas feridas é um processo complexo que envolve a restauração da pele danificada. Além de ser um processo dinâmico, no qual estruturas celulares e camadas de tecidos desvitalizados e ausentes devem ser substituídos”.

 

Incrivelmente, o mel possui várias substâncias naturais com atividade antimicrobiana, além de outros componentes essenciais necessários no tratamento e na cicatrização dessas ulcerações.

 

Desta forma, o mel tem sido usado no tratamento de feridas como agente de cura. E também, no tratamento de ulcerações venosas, queimaduras, úlceras crônicas nas pernas, úlceras de pressão e locais de saída de cateteres venosos, etc.

 

Assim, o mel puro é uma alternativa que é considerada como terapia com excelentes resultados no tratamento de ulcerações em diabéticos. 

 

É um agente natural seguro e econômico e com uma capacidade de cura relativamente rápida para feridas diabéticas.

 

Portanto, o mais importante para ter em mente é que o mel utilizado nos tratamentos de feridas deve ser puro e cru, ou seja, que não tenha sofrido nenhum processamento ou aquecimento. Desta forma, mantem ativas suas propriedades curativas.

 

Por favor, deixe teu comentário abaixo e, se possível, compartilhe esta informação com um familiar, amigo, ou pessoa que esteja precidando. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

Do you Have a Chronic Illness and Want an Alternative Health Plan to Change your Health for the Better?

February 2, 2018

1/1
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 Elianni Gaio

Tel : +1 (786) 797-0809